Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
19/05/2010 09:42

Ipea divulgou estudo sobre transporte ferroviário
 
Série sobre infraestrutura econômica abordará ainda temas como setor elétrico, rodovias e petróleo
 
O Instituto de Pesquisa Econômica aplicada (Ipea) apresenta nesta quarta-feira, 19, às 10h, em Brasília, o Comunicado do Ipea n° 50: Transporte ferroviário de cargas no Brasil: gargalos e perspectivas para o desenvolvimento econômico e regional. Parte da série Eixos do Desenvolvimento Nacional, o estudo discute as características do transporte ferroviário de cargas, sua evolução na infraestrutura de transporte brasileira e as principais questões regulatórias do setor.
 
O texto traz uma discussão dos custos e capacidades do transporte ferroviário em comparação ao modal mais utilizado no País, o rodoviário. Os pesquisadores também discutem as perspectivas de ampliação da malha ferroviária brasileira, apresentando os cenários de investimentos elaborados pelo governo federal. Além disso, é desenvolvido um cenário alternativo, considerando os custos e as capacidades, as demandas de carga tipicamente ferroviárias e as alternativas de transporte rodoviário e aquaviário, além dos impactos socioeconômicos no desenvolvimento regional.
 
O Comunicado n° 50 será apresentado no auditório do Ipea em Brasília (SBS, Quadra 1, Bloco J, Edifício BNDES, subsolo). O diretor de Estudos e Políticas Setoriais, de Inovação, Regulação e Infraestrutura, Marcio Wohlers; o coordenador de Infraestrutura Econômica, Carlos Campos; o coordenador de Desenvolvimento Urbano da Diretoria de Estudos e Políticas Regionais, Urbanas e Ambientais (Dirur) do Instituto, Bolívar Pêgo; e o técnico em Planejamento e Pesquisa Fabiano Pompermayer explicarão o estudo. Durante a entrevista coletiva, transmitida on-line, jornalistas terão suas perguntas respondidas pelos pesquisadores.
 
Série
O Comunicado faz parte de um conjunto amplo de estudos sobre o que tem sido chamado, dentro da instituição, de Eixos do Desenvolvimento Nacional: inserção internacional soberana; macroeconomia para o pleno emprego; fortalecimento do Estado, das instituições e da democracia; infraestrutura e logística de base; estrutura produtivo-tecnológica avançada e regionalmente articulada; proteção social e geração de oportunidades; e sustentabilidade ambiental.
 
A série nasceu de um grande projeto denominado Perspectivas do Desenvolvimento Brasileiro, que busca servir como plataforma de sistematização e reflexão sobre os desafios e as oportunidades do desenvolvimento nacional, de forma a fornecer ao Brasil o conhecimento crítico necessário à tomada de posição frente aos desafios da contemporaneidade mundial.
 
Os documentos sobre os eixos do desenvolvimento trazem um diagnóstico de cada campo temático, com uma análise das transformações dos setores específicos e de suas consequências para o País; a identificação das interfaces das políticas públicas com as questões diagnosticadas; e a apresentação das perspectivas que o setor deve enfrentar nos próximos anos, indicando diretrizes para (re)organizar a orientação e a ação governamental federal.
 
Comunicados
Ao todo, a coleção terá dez livros, cujos capítulos deram origem aos comunicados dessa série. Estiveram envolvidas no esforço de produção dos textos cerca 230 pessoas, 113 do próprio Ipea e outras pertencentes a mais de 50 diferentes instituições, entre universidades, centros de pesquisa e órgãos de governo, entre outras.
 
O livro no qual o comunicado se insere trata de infraestrutura econômica, cuja função é dar apoio às atividades do setor produtivo. A melhoria da infraestrutura econômica trem impacto direto sobre as empresas e indústrias e pode ampliar a capacidade produtiva por meio de custos, tecnologias e capacidade de distribuição.
 
Dentro da série, ainda serão divulgados comunicados sobre setor elétrico, transporte aéreo, rodovias, biocombustíveis, telecomunicações, petróleo e gás, e experiências latino-americanas. Cada capítulo dará origem a um Comunicado do Ipea, que tem por objetivo antecipar estudos e pesquisas mais amplas conduzidas no Instituto, como é o caso da obra completa, que terá dez volumes e cerca de 9 mil páginas. O livro sobre infraestrutura econômica terá cerca de 700 páginas.

Leia a íntegra do Comunicado do Ipea nº 50

 
Próximos comunicados da série Eixos do Desenvolvimento Nacional:
 
20/5 - Setor elétrico: desafios e oportunidades (São Paulo-SP)
 
24/5 - Rodovias brasileiras: gargalos, investimentos, concessões e preocupações
com o futuro (Brasília-DF)
 
26/5 - Biocombustíveis no Brasil: etanol e biodiesel (Brasília-DF)
 
31/5 - Panorama e perspectivas para o transporte aéreo no Brasil e no Mundo (Brasília-DF)
 
1/6 - Perspectivas de desenvolvimento do setor de petróleo e gás no Brasil (Rio de Janeiro-RJ)
 
2/6 - Experiências latino-americanas em infraestrutura econômica (Brasília-DF)
 
7/6 - Desafios e oportunidades do setor de telecomunicações no Brasil (São Paulo-SP)

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea