Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo livro_politicas_incent_inov_tecn_brasil

TD 1822 - Determinação dos Superávits do Governo Central Brasileiro: Influência da Política Monetária na Ótica de Regressões de Limiar 

Bernardo Patta Schettini / Brasília, março de 2013

Este texto estuda a determinação dos superávits do governo central brasileiro. Para dados trimestrais de 1996 a 2011, a estratégia empírica envolveu: i) modelos de quebra estrutural e estimativas não lineares no nível da dívida pública para lidar com a inércia percebida após 1999, diante de níveis elevados de endividamento; ii) regressões de limiar que levam em consideração a influência da política monetária no campo fiscal; e iii) comparação das estimativas por meio de estatísticas de previsão. É válido destacar as seguintes indicações: i) existe uma tendência para redução dos superávits como proporção do produto interno bruto (PIB), dada a queda persistente na relação dívida-PIB; ii) a inflação do índice de preços ao consumidor amplo (IPCA) e os gastos com juros constituem variáveis de estado na determinação dos superávits; e iii) o cenário da política fiscal depende de como essas variáveis irão se comportar após os cortes na taxa Selic feitos no ciclo recente de expansão monetária.

Palavras-chave: superávits primários; dívida pública líquida; taxa de inflação; apropriação de juros; regressões de limiar.


This paper studies the determination of the surpluses of the Brazilian central government. For quarterly data from 1996 through 2011, the empirical strategy included: i) structural break models and nonlinear estimates on the level of public debt, to handle the inertia after 1999, for high levels of indebtedness; ii) threshold regressions, which account for the influence of monetary policy in the fiscal stance; and iii) a comparison of the estimates by the means of forecast statistics. The following indications are noteworthy: i) there is a tendency to reduce de surpluses as a proportion of GDP, due to the persistent decline in the debt-to-GDP ratio; ii) the CPI inflation and the interest outlays represent state variables in the determination of the surpluses; and iii) the scenario for fiscal policy depends on how those variables will behave after the cuts in the Selic rate in the recent cycle of monetary expansion.

Keywords: primary surpluses; net public debt; inflation rate; interest accruals; threshold regressions.

  acesseAcesse o documento (566KB)   

    

Surplus Labor and Industrialization</strong

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea