Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo livro_politicas_incent_inov_tecn_brasil

TD 2023 - Relações do Brasil Com a América do Sul Após a Guerra Fria: Política Externa, Integração, Segurança e Energia

Walter Antonio Desiderá Neto, Marcelo Passini Mariano, Raphael Padula, Michelle Carvalho Metanias Hallack e Pedro Silva Barros /  Rio de Janeiro, janeiro de 2015


Desde o final da Guerra Fria, mas especialmente a partir dos anos 2000, com o aumento da importância das potências regionais na política internacional, para se obter uma melhor compreensão acerca das transformações globais, tornou-se fundamental o exame de como têm se dado as relações políticas entre essas potências e seu entorno imediato, como complemento da análise de seu comportamento em âmbito global. Dessa forma, este trabalho tem como objetivo caracterizar e analisar as relações do Brasil com seus vizinhos (os demais países sul-americanos), no período entre 1985 e 2010, no que concerne ao desenho da política externa brasileira para a região, à arquitetura das instituições regionais e ao tratamento de questões de segurança regional e de integração energética. O texto está organizado da seguinte forma: após uma breve seção introdutória, o texto conta com mais três seções. A segunda examina a maneira pela qual a política externa brasileira para a vizinhança sul-americana foi desenhada tanto de acordo com as mudanças no cenário internacional como com as transições de governo. Além disso, procura esclarecer o papel desempenhado pelo Brasil na construção e na caracterização das instituições de integração regional das quais tem participado no continente. A terceira seção traz duas análises sobre a integração regional sul-americana em segurança e em energia. Estes temas foram selecionados uma vez que, em ambos os casos, fica clara a forma como o comportamento brasileiro é determinante para que as iniciativas prosperem ou não. Por fim, a quarta seção busca sintetizar os argumentos apresentados, de maneira a concluir o texto.


Palavras-Chave: política externa brasileira; integração sul-americana; Mercosul;Unasul.

Since the end of the Cold War, and especially since the 2000s, due to the increasing significance of regional powers in world politics, in order to understand global transformations, it has become crucial to examine how regional powers have been relating to their neighborhoods, complementing their global behavior analysis. Therefore, this work aims to characterize and analyze Brazilian relations with its neighbors (the other American countries), during 1985-2010, concerning Brazilian foreign policy towards the region, the architecture of regional institutions and the management of regional security and energy integration issues. The text is organized in four sections. After a brief introductory part, in the second section is examined how Brazilian foreign policy towards the neighborhood was designed in accordance with administrations  and with shifts in the international scene. The third section brings two exams about South American regional integration: security and energy. These two themes were selected since in both cases it becomes clear how Brazilian behavior determines the prosperity (or not) of regional initiatives. In the end, the fourth section aims to synthesize the arguments, concluding the paper.

Keywords: Brazilian foreign policy; South American integration; Mercosur; Unasur

acesseAcesse o sumário executivoacesseAcesse o documento (863 KB) 


 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea