Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
01/01/2015 00:00
topo livro_politicas_incent_inov_tecn_brasil

DP 0156 - Examining the Growth Patterns of Brazilian Cities

Daniel da Mata, Uwe Deichmann, J. Vernon Henderson, Somik V. Lall and Hyoung G. Wang / Brasília, January 2015

icon pdf Download PDF (1 MB)      

The share of urban population in Brazil has increased from 58 to 80 percent between 1970 and 2000 and all net population growth over the next thirty years is predicted to be in cities. This paper explores population growth and its implications for economic dynamics and income generation among 123 urban agglomerations. Incomes are higher in larger agglomerations and in the South, but there is some indication of regional convergence with higher rates of income growth in poorer areas. In particular, agglomerations in the North and Central-West are growing faster than the more established urban centers in the South. Economic dynamics point to a process of increased diversification among larger cities, and greater specialization among medium sized agglomerations. In bigger centers there is a trend towards deconcentration towards the periphery. We close by providing a simple analysis of correlates of labor supply, as measured by population growth, and economic productivity, which is proxied by changes in per capita income.

O parcela urbana da população do Brasil cresceu de 58% em 1970 para 80% em 2000 e o crescimento populacional dos próximos trinta anos é previsto para somente ocorrer nas grandes cidades. O presente trabalho analisa o crescimento populacional e suas implicações para a dinâmica da economia e de geração de renda de 123 aglomeração urbanas do Brasil. O nível de renda é mais elevado em aglomerações urbana maiores e nas regiões Sudeste e Sul, mas um indicativo de convergência regional, com maiores taxas de crescimento em áreas pobres, é verificado. Particularmente, aglomerações urbanas das regiões Norte e Centro-Oeste estão crescendo mais do que os centros urbanos já estabelecidos do eixo Sudeste-Sul. A dinâmica dessas economias apresenta um processo de diversificação crescente entre grandes cidades e de maior especialização econômica em cidades de porte médio. Os grandes centros urbanos mostram uma tendência a uma desconcentração da atividade econômica em direção às periferias. O trabalho, da mesma forma, realiza uma análise das variáveis correlacionas com o crescimento da oferta de trabalho, mensurado pela crescimento da população, e da produtividade econômica, aproximada por mudanças na renda per capita.

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea