Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
01/01/2015 00:00
topo livro_politicas_incent_inov_tecn_brasil

DP 0095 - The Public-Private Wage Gap in Brazil

Miguel N. Foguel, Indermit Gill, Rosane Mendonça and Ricardo Paes de Barros / Brasília, January 2015

icon pdf Download PDF (1 MB)      

Recent changes in public employment in Brazil generate costs to workers that leave this sector. In this study we investigate the wage loss that leaving public employees may experience if they were absorbed by the private sector. Using microdata from the Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios of 1995, we calculate the gross and controlled wage gaps between the two sectors. The results show that both wage gaps are relatively high, although significantly lower for the second measure. The latter indicates the presence of important differences in the composition of the labor force between the two sectors. In fact, public employees tend to be on average better educated, older and have longer tenure than the workers in the private sector. Also, the study shows that there is a significant heterogeneity within the public sector: the wage gap is higher for federal public employees, decreasing for the state and municipal levels.

As mudanças que vêm ocorrendo no emprego público no Brasil acarretam diversos custos para os trabalhadores que saem desse setor. Neste trabalho investigamos a magnitude da perda salarial que os trabalhadores realocados do setor público para o privado podem experimentar. Utilizando os microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 1995, calculamos os hiatos salariais bruto e controlado entre esses setores. Os resultados obtidos mostram que esses hiatos salariais são relativamente altos, embora significativamente menores quando utilizamos a segunda medida. Essa última constatação indica a existência de diferenças na composição da força de trabalho entre os dois setores. De fato, os trabalhadores empregados no setor público tendem a ser em média mais escolarizados, mais velhos e possuir maior tempo de experiência no trabalho do que os trabalhadores empregados no setor privado. Outra constatação importante é a presença de uma significativa heterogeneidade dentro do setor público: o hiato salarial é maior para os empregados na esfera federal, decrescendo para os níveis estadual e municipal.

 


 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea