Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
01/01/2015 00:00
topo livro_politicas_incent_inov_tecn_brasil

DP 0084 - Labor Market Regulations and the Demand for Labor in Brazil

Ricardo Paes de Barros, Carlos Henrique Corseuil and Gustavo Gonzaga / Brasília, January 2015

icon pdf Download PDF (1.1 MB)      

The main objective of this study is to evaluate the impact of the 1988 changes in labor market regulations on the level of employment and on the time required by firms to adjust their employment level to economic fluctuations. From the many aspects of labor market regulations, this study will concentrate on those that directly influence variable labor and dismissal costs. Evaluating the impact of changes in these costs on the level of employment and speed of adjustment will be based on estimates of structural dynamic models for labor demand at different points in time before and after the 1988 constitutional change. The empirical strategy will be to estimate such models from microlongitudinal monthly data for a sample of 5,000 on manufacturing establishments, which cover the period from January 1985 to December 1997. To try to isolate the effect of the constitutional change on the parameters of the demand function from the effect of the process of trade liberalization and of the series of stabilization plans that also occurred in the end of the 80’s, we regress our monthly estimates of these parameters on a temporal indicator for the 1988 constitutional change, controlling for a variety of other macroeconomic indicators.

O objetivo principal deste artigo é avaliar o impacto das mudanças na regulação do mercado de trabalho, implementadas com a Constituição de 1988, sobre o nível de emprego e a velocidade do ajuste do emprego a flutuações econômicas. Entre os vários aspectos da regulação do mercado de trabalho, nossa análise prioriza aqueles relacionados aos custos variáveis do trabalho e custos de demissão. A avaliação dos impactos da variação destes custos sobre as variáveis mencionadas será baseada em estimativas de um modelo dinâmico de caráter estrutural da demanda por trabalho em vários períodos, anteriores e posteriores à mudança constitucional de 1988. A estratégia empírica consiste em estimar o modelo por intermédio de dados microlongitudinais de periodicidade mensal. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal, que reportam informações sobre cerca de 5 mil estabelecimentos industriais. Nossa análise compreenderá o período de janeiro de 1985 a dezembro de 1997. Os resultados não mostram nenhuma evidência de que os parâmetros da demanda por trabalho tenham tido seus valores alterados por volta de 1988. Estes resultados continuam válidos mesmo quando se considera a influência de fatores macroeconômicos sobre a evolução mensal dos parâmetros estimados.


 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea