Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td

TD 2075 - Casos Reais de Implantação do Modelo de Gestão do Conhecimento Para Administração Pública Brasileira: O Caso da Fundação Oswaldo Cruz

Fábio Ferreira Batista, Paula Xavier dos Santos, Ana Cristina da Matta Furniel, Ana Paula Carvalho, Carla Xavier dos Santos Kaufmann, Erica de Castro Loureiro e Rodrigo Ferrari / Brasília, abril de 2015


Objetivo deste trabalho é analisar como três unidades técnico-científicas e gerenciais da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) adotaram o modelo de gestão do conhecimento para a administração pública brasileira (MGCAPB) e a metodologia de implementação da gestão do conhecimento (GC) propostos em livro publicado pelo Ipea (Batista, 2012). Cada uma das unidades – a Casa de Oswaldo Cruz (COC), a Diretoria de Recursos Humanos (Direh) e o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos) – executou três das quatro etapas da metodologia: etapa 1: diagnosticar; etapa 2: planejar; e etapa 3: desenvolver. Os principais resultados observados até o momento são: alinhamento da gestão do conhecimento com os objetivos estratégicos da instituição; elaboração dos planos de GC pelas unidades-piloto; revisão e adaptação do método proposto por Batista (2012) para a Fiocruz; início da etapa de execução das práticas de GC; institucionalização de equipes multidisciplinares para suporte aos processos de GC; criação de um ambiente positivo de valorização da GC como método gerencial; participação da alta administração e de atores estratégicos da organização no processo de implementação da GC; e criação de base institucional necessária para a formulação de uma política de gestão do conhecimento. Em 2015, está prevista a implementação da segunda fase do projeto que consiste na implantação de práticas de GG nas unidades-piloto (COC, Direh e Bio-Manguinhos) e na socialização da metodologia de implementação da GC – proposto por Batista (2012) e adaptado à Fiocruz – para as demais unidades da Fiocruz.

Palavras-chave: gestão do conhecimento; administração pública; organizações públicas de saúde.

This paper analyzes how three departments of Oswaldo Cruz Foundation – Fiocruz implemented the Knowledge Management Framework for the Brazilian Public Administration as well as the KM implementation method presented in a book published by the Institute of Applied Economic Research – Ipea (Batista, 2012). Each one of the departments (Oswaldo Cruz House, Human Resources Department and Bio-Manguinhos)
implemented three of the four steps of the method: step 1: Assessment; step 2: Planning and step 3: Development. The main outcomes of the KM initiative so far are: KM alignment with the strategic goals of the organization; KM plans designed by the departments; Batista´s method adaptation to Fiocruz and review; beginning of the KM practices implementation; institutionalization of KM multidisciplinary teams to provide support for the implementation of KM processes; creation of a positive environment to accept KM as management method; leadership and strategic stakeholders´ participation in the implementation of the KM initiative; and the establishment of the foundation for the establishment of a KM policy in the organization. The second phase of the KM initiative is scheduled to be implemented in 2015 and it is made of two activities: KM practices implementation in the three departments (Oswaldo Cruz House, Human Resources Department and Bio-Manguinhos) and the adoption of the KM implementation method by other Fiocruz departments.

Keywords: knowledge management; public administration; public health organizations



 acesseAcesse o sumário executivoacesseAcesse o documento (1 MB) 

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea