Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td

TD 2111 - Criação, Destruição e Rotatividade do Emprego Formal no Setor Privado Brasileiro (1997-2012)

Gílson Geraldino Silva Júnior/ Brasília, julho de 2015

 

Este Texto para Discusão (TD) analisa as taxas de criação, destruição e rotatividade do emprego no setor privado brasileiro entre 1997 e 2012, conforme proposto por Davis e Haltiwanger (1992), com atenção particular às flutuações após a crise financeira de 2008. Crise esta considerada um choque adverso na economia mundial, com potenciais efeitos sobre o Brasil. A evidência econométrica indica que: i) a criação líquida de emprego e a rotatividade de trabalhadores são pró-cíclicas e a destruição, contracíclica, como esperado; ii) em todo o período, o efeito das flutuações sobre as taxas de criação, destruição e rotatividade do emprego é o mesmo para os estabelecimentos que entraram e saíram da amostra e para os que ficaram; e iii) o efeito pós-2008 não só é distinto nestes dois grupos, como também o efeito pós-2008 positivo sobre os estabelecimentos que ficaram na amostra foi insuficiente para compensar o efeito pós-2008 negativo sobre os estabelecimentos que entraram e saíram da amostra.

Palavras-chave: mercado de trabalho; emprego formal; setor privado; choque exógeno adverso.

This paper analyzes the job creation, job destruction and job turnover in the Brazilian private sector between 1997 and 2012 as proposed by Davis and Haltiwanger (1992), with particular attention to fluctuations after the 2008 financial crisis. This crisis is considered an adverse shock in the world economy with potential effects to Brazil. The econometric evidence indicates that 1) job net creation and employee turnover are procyclical and job destruction countercyclical, as expected, 2) throughout the period the effect of fluctuations on the job creation, job destruction and job turnover is even for establishments in and out of the sample and for establishments which were, and 3) the post-2008 effect is not only distinguished these two groups as the post-2008 positive effect on establishments that were in the sample but was insufficient to offset the post-2008 negative effect on establishments in and out of the sample.

Keywords: labor market; formal employment; private sector; exogenous adverse shock.

 

   

acesseAcesse o sumário executivoacesseAcesse o documento (600 kB) 

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea