Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
24/08/2015 16:32

Palestra compara pesquisas empíricas de Brasil e EUA

O campo de estudos sociolegais no Brasil foi debatido no segundo dia do ‘V Encontro de Pesquisa Empírica em Direito’

A aplicação dos estudos empíricos em questões sociolegais no Brasil foi o tema da palestra Brazil and the field of socio-legal studies, apresentada pelo professor da Universidade da Califórnia Bryan Garth, no segundo dia do V Encontro de Pesquisa Empírica em Direito (EPED), no Tribunal Regional no Trabalho, no Rio de Janeiro.

Os grupos de pesquisa sociolegais procuram examinar a natureza e o papel da lei em uma variedade de contextos sociais e culturais, incluindo as definições internacionais. Sua especialização multidisciplinar é, muitas vezes, aplicada nos inquéritos comparativos e transculturais. Eles também estão preocupados atualmente com as bases sociais de constituições, de regulação econômica e ambiental, a natureza mutável da justiça civil, a evolução da lei de imprensa, o legalismo histórico e atitudes locais a lei.

Na principal palestra realizada na parte da manhã, o professor da Universidade da Califórnia comparou os objetos jurídicos de Brasil e Estados Unidos. Ele mostrou a discrepância entre o grande uso de estudos de campo no Brasil e a falta de interesse dos americanos nesse tipo de pesquisa: “Os movimentos sociolegais no Brasil estão dando muito mais certo do que nos Estados Unidos por suas pesquisas empíricas, como, por exemplo, as de campo”. E concluiu: “Os Estados Unidos ainda mantêm um lado jurídico teórico, conservador e corporativista”. Para Garth, o Brasil é um exemplo internacional em pesquisas empíricas no campo sociológico e jurídico.

Com o apoio do Ipea, a Rede de Estudos Empíricos em Direito (Reed) realizou, nos dias 19 e 21 de agosto de 2015, o V Encontro de Pesquisa Empírica em Direito, que busca a consolidação de uma comunidade científica em torno da pesquisa empírica em Direito

 

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea