Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
20/08/2015 14:50

Técnico do Ipea afirma que controle de armas está sob risco

Daniel Cerqueira participou de audiência pública da Câmara dos Deputados na última sexta-feira, 21/08

O controle de armas no Brasil, que ganhou reforço a partir do Estatuto do Desarmamento (Lei nº 10.826, de 2003), está sob ameaça. A opinião é do pesquisador Daniel Cerqueira, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Os riscos estão contidos no projeto de lei nº 3.722, de 2012, que pode ser votado em setembro, na Câmara dos Deputados.

O assunto foi debatido pelo pesquisador em uma audiência pública conjunta da Câmara dos Deputados e da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, na última sexta-feira, 21 de agosto de 2015. Cerqueira apresentou dados que fundamentam a tese de que um maior e melhor controle de armas no Brasil contribui para que haja menos crimes, menor letalidade e, consequentemente, uma redução dos níveis de violência no País.

Microrregiões com mais armas de fogo têm taxa de homicídios oito vezes maior do que aquelas microrregiões com menos armas de fogo. Com base em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), se sabe que as 20 microrregiões com mais armas de fogo têm uma taxa de homicídio de 53,3 para cada 100 mil habitantes. Por sua vez, as 20 microrregiões brasileiras com menos armas de fogo têm uma taxa bem inferior: 7,2 para cada 100 mil habitantes.

Baixe os gráficos da apresentação

 

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea