Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
12/07/2017 17:29

Nota Técnica - 2017 - Julho - Número 36 - Diset

Comportamento produtivo setorial da indústria brasileira no primeiro trimestre de 2017


Autores: Luiz Dias Bahia 

icon pdf Acesse o PDF (410 KB)  

 

   

 

A Indústria Geral no Brasil aumentou sua Produção Física em 0,71% no primeiro trimestre de 2017 em relação ao último trimestre de 2016. A questão importante a nível setorial atualmente é se a produção setorial indica, mesmo que preliminarmente, uma continuidade de um cenário positivo para imediatamente depois do primeiro trimestre de 2017.

Nesta Nota Técnica procuraremos lançar alguma luz sobre tal questão, de difícil solução dada a amplitude dos fatores condicionantes ao desempenho da indústria brasileira nesse momento, muitos deles não disponíveis para nós e outros de natureza não mensurável de sua característica específica. Além disso, procuraremos explicitar os vários aspectos setoriais que influenciaram o desempenho da indústria brasileira no primeiro trimestre de 2017, considerando apenas informações quantitativas disponíveis conjunturalmente à Diset no Ipea.

A Nota Técnica se organiza da seguinte maneira: na segunda seção, apresentamos as evidências quantitativas condicionantes ao desempenho produtivo da indústria brasileira, exceto as de Produção Física setorial; depois, apresentamos as evidências de Produção Física no maior nível de abertura setorial disponível conjunturalmente, organizadas por complexos produtivos[1] e devido a motivos de clareza expositiva; finalmente, apresentamos nossas conclusões.



[1] A definição teórica de complexos industriais poderá ser encontrada em: Haguenauer et al. Evolução das Cadeias Produtivas Brasileiras na década de 90. Brasília: IPEA, 2001. (Texto para Discussão n. 786)

 

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea