Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

25/01/2018 13:42

A reforma da previdência é necessária e urgente, afirma coordenador de Seguridade Social
Confira a opinião do especialista sobre as aposentadorias brasileiras

O coordenador de Seguridade Social do Ipea, Rogério Nagamine, explica que a urgência da reforma da previdência social se deve, especialmente, pelo fato de o Brasil estar em um contexto demográfico de rápido envelhecimento populacional. "Em primeiro lugar, a despesa com previdência no Brasil já se encontra num patamar muito elevado, 13% do PIB, muito acima do esperado do ponto de vista demográfico. O Brasil não é um país velho, mas gasta com previdência como se fosse", apontou.

Nagamine destacou que está acontecendo uma grande onda de reformas da previdência no mundo todo, que decorrem do rápido e intenso ritmo de envelhecimento populacional, e alertou que o Brasil deve envelhecer nos próximos 20 anos o que a Europa demorou 50 anos para envelhecer.

"Entre 2017 e 2060, a população idosa no Brasil deve crescer ao ritmo de 1,1 milhão de pessoas por ano. Então, a reforma é uma resposta necessária para garantir a sustentabilidade frente ao envelhecimento populacional, que prejudica muito a relação entre contribuintes e beneficiários. Hoje a relação é de cerca de dois contribuintes para cada beneficiário. Sem reforma, esta relação pode ir rapidamente de um contribuinte para cada beneficiário já na década de 2040."

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea