Twitter
Youtube
facebook
LinkedIn
Google +

 

08/03/2018 11:28

Indicador Ipea registra queda de 0,3% do consumo de bens industriais em janeiro


Indústria extrativa mineral puxou o resultado para baixo com recuo de 14,1%. Entre os bens da indústria de transformação, farmoquímicos avançaram 17,7%

O Indicador Ipea Mensal de Consumo Aparente de Bens Industriais divulgado nesta quinta-feira, 8, apontou recuo de 0,3% em janeiro de 2018, resultado impactado principalmente pela queda de 14,1% na indústria extrativa mineral. No trimestre encerrado em janeiro, entretanto, o indicador manteve resultado positivo de 1,8%.

Na comparação com janeiro de 2017, o desempenho foi 6,8% superior. Desta forma, com base no resultado acumulado em 12 meses, a demanda por bens industriais tem ritmo de crescimento mais intenso (1,3 p.p. a mais) que o da produção total, mensurada pela Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física do IBGE (2,7%).

Definido como a produção industrial doméstica líquida das exportações e acrescida das importações, o indicador medido pelo Grupo de Conjuntura do Ipea registrou no primeiro mês de 2018 um recuo de 0,7% na produção doméstica líquida de exportações, enquanto as importações de bens industriais cresceram 5,8%.

A demanda por bens da indústria de transformação avançou 1,9% frente a dezembro. Entre os 22 segmentos dessa classe de produção, houve crescimento em apenas oito, com destaque para os farmoquímicos (17,7%) e máquinas e equipamentos (1,5%). Já na comparação com 2017, o bom desempenho se disseminou por 17 segmentos, com alta de 27% do consumo aparente de veículos automotivos e de 18,8% nos equipamentos de informática.

Leia a análise completa no blog da Carta de Conjuntura

 

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea