Twitter
Youtube
facebook
LinkedIn
Google +

 

03/04/2018 17:50

Brasil apresenta recuo na taxa de desocupação e aumento do emprego
Os dados da PNADC mostram que a queda da desocupação é maior entre trabalhadores jovens e com ensino fundamental e médio

 

A partir de 2017, a aceleração do desenvolvimento econômico provocou efeitos positivos no mercado de trabalho brasileiro. "A taxa de desocupação recuou em todos os segmentos da população, principalmente entre os trabalhadores de 18 a 24 anos, com ensino fundamental completo ou ensino médio", afirmou a técnica de planejamento e pesquisa do Ipea Maria Andréia Lameiras.

Em termos geográficos, a queda de desocupação é mais evidente nas regiões Norte e Nordeste. No Sudeste, apesar do bom desempenho de estados como São Paulo e Espírito Santo, o aumento da desocupação no Rio de Janeiro influenciou negativamente os dados da região, como explicou a técnica do Ipea.

Taxa de ocupação
A partir de microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC), do IBGE, observou-se maior dinamismo do mercado e aumento do emprego no país. "O que puxa a ocupação é o mercado informal, mas à medida que o crescimento econômico se consolida - uma vez que está se recuperando dos efeitos de uma crise intensa -, o mercado formal também começa a mostrar resultados positivos", concluiu Lameiras.

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea