Twitter
Youtube
facebook
LinkedIn
Google +

 

15/06/2018 11:00

banner-atlas-da-violencia

Atlas da Violência 2018: políticas públicas e retratos dos municípios brasileiros

Coordenadores: Daniel Cerqueira, Renato Sergio de Lima, Samira Bueno, Danilo Coelho, Paloma Palmieri Alves. Estágiarios: Milena Reis e Filipe Merian.
 

icon pdf Acesse o PDF      

Neste Atlas da Violência 2018: políticas públicas e retratos dos municípios brasileiros fizemos um mapeamento das mortes violentas nos municípios brasileiros com população superior a 100 mil residentes, em 2016, com base nos dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde (SIM/MS). Em primeiro lugar, discutimos o papel da prevenção social dentro de uma abordagem de políticas efetivas de segurança pública. Neste ponto, elaboramos o que seja este último conceito e os sete elementos fundamentais geralmente presentes nas experiências nacionais e internacionais que lograram êxito na redução de crimes violentos, em período relativamente curto de tempo. Conforme se verá, dentre esses fatores, um pilar crucial consiste na prevenção social focalizada para as populações vulneráveis. Para ilustrar a interação entre o desenvolvimento humano e as mortes violentas, apresentamos alguns indicadores socioeconômicos selecionados (calculados com base em dados do Censo Demográfico de 2010), a fim de compor uma fotografia para cada um dos 309 municípios listados, quando trouxemos um conjunto de gráficos que correlacionam essas medidas..

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea