Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
noticias

13/08/2018 13:30

Nota Técnica - 2018 - Julho - Número 50 - Disoc

Potencial Redistributivo dos Fatores de Ponderação: O FUNDEB Diante da Demanda dos Municípios

Autor: Camillo de Moraes Bassi

icon pdf Acesse o PDF (649 KB)  

 

   

 

Prestes a expirar e submetido a duas propostas de emenda à Constituição (PECs) para torná-lo instrumento permanente de financiamento da educação básica, o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) requer atenção especial. Na verdade, como principal fonte de recursos do nível de ensino, não pode transbordar ao futuro inconsistências do presente, ante o risco, dentre outros, de obliterar a ascensão qualitativa – já questionável – da educação pública no Brasil.

Nesse crivo pró-melhorias, os fatores de ponderação (FPs) ficam certamente retidos. Estratégicos à precificação dos diversos segmentos da educação básica, não cumprem adequadamente o papel a eles atribuído. De fato, ao desconsiderarem as assimetrias de custos – entre os segmentos retromencionados –, os FPs promovem um embate entre estados e municípios, objetivando uma maior apropriação sobre os recursos.

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea