Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
18/07/2019 12:00
td-banner

TD 2489 - Metodologia Inicial para Quantificação de Sobreviventes aos Homicídios Perpetrados contra População Negra no Brasil

Fernanda Lira Goes, Daniel A. Feitosa Lopes, Rio de Janeiro, julho de 2019

 

Com o aumento de homicídios no Brasil desde o início dos anos 2000, chamou atenção a necessidade de quantificar as pessoas sobreviventes indiretas ou covítimas. Nosso exercício inicial é uma metodologia para calcular a quantidade de sobreviventes aos homicídios perpetrados contra a população negra. Em 2010, a cada homicídio de um(a) jovem negro(a), no mínimo cinco a seis pessoas foram afetadas, com um total de 82.535 sobreviventes. No mesmo ano, entre quatro a cinco pessoas foram vítimas indiretas dos homicídios a pessoas negras com um total mínimo de 122.761.

Palavras-chave: homicídio; população negra; sobreviventes; covítimas; Brasil.

After the year 2000 homicides data shows an increasing in Brazil. Our attention directed to quantify those who are survivors or co-victims of homicide. Our initial exercise is a methodology to calculate the quantity of survivors from homicide against afro Brazilian black people. In 2010, for each homicide of an afro Brazilian black youth a minimum of 5 to 6 people were affected, causing a total of 82.535 survivors. At the same year, over 4 to 5 people were indirect victims of homicide against afro Brazilian black people summing an amount of 122.761 survivors.

Keywords: homicide; afro Brazilian black population; survivors; co-victims; Brazil.

 

  acesseAcesse o sumário executivo  acesseAcesse o documento (2 MB)

 

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea