Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
02/08/2019 12:00
td-banner

TD 2492 - Proteção Efetiva e Desigualdade Intrassetorial

Carolina Bloch e Sergei Soares, Rio de Janeiro, julho de 2019


Neste trabalho, estimamos o impacto distributivo de uma eventual abertura comercial sobre a distribuição de renda entre trabalhadores de um mesmo setor. A abordagem empírica é a estimação econométrica da relação entre as taxas de proteção efetiva e os diversos indicadores de desigualdade de renda para cada setor industrial: o coeficiente de Gini e o índice de Theil dos salários, a razão entre salários de trabalhadores de administração e de produção e, finalmente, a relação entre a massa salarial e o valor agregado de cada setor. A especificação é um modelo de efeitos fixos, no qual cada setor é comparado com ele mesmo ao logo do tempo. Os resultados mostram a existência de uma relação significativa, mas reduzida, entre a abertura comercial e a desigualdade salarial e outra relação significativa ainda menor entre a abertura comercial e a razão entre massa salarial e valor agregado. Ou seja, uma queda grande na taxa de proteção efetiva leva a uma redução pequena na desigualdade salarial intrassetorial e a um aumento ainda menor na desigualdade funcional no mesmo setor.

Palavras-chave: taxas de proteção efetiva; desigualdade salarial.

In this paper, we estimate the distributive impacts of trade openness on within sector income distribution. The empirical approach is to estimate the econometric relation between effective rates of protection and various indicators of within sector inequality: the Gini and Theil indices of wage inequality in each economic sector, the ratio between wages of production and nonproduction workers, and the ratio between the wage bill and value added for each sector. The econometric specification is a fixed effects model in which each sector is compared to itself in various moments in time. The results show a significant but small effect of trade openness upon wage inequality as measured by Gini and Theil Coefficients and also small effects in the opposite direction between trade openness and the wage bill to value added ratio. This means that a substantive reduction in effective rates of protection will lead to small reductions in wage inequality and even smaller increases in the functional inequality in each sector.

Keywords: effective rates of protection; wage inequality.

 

  acesseAcesse o sumário executivo  acesseAcesse o documento (2 MB)

 

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea