Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
12/09/2019 14:18

Varejo no setor automotivo cresce 8,23% no 1º trimestre e alavanca retomada industrial


Pesquisa analisou o desempenho setorial da indústria no período. Agroindústria e construção civil também apresentaram variação positiva

A atividade industrial no país apresenta recuperação gradual impulsionada pelo setor automotivo. O diagnóstico faz parte de um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) sobre o desempenho produtivo setorial da indústria brasileira. De acordo com a pesquisa, a variação no volume de vendas de veículos, motos e peças cresceu 8,23% no primeiro trimestre de 2019, em relação ao mesmo período de 2018. Os setores da agroindústria e construção civil também apresentaram variação positiva e impactos na retomada da produção industrial.

A pesquisa adotou como metodologia a verificação sobre o desempenho produtivo de 103 setores da indústria brasileira. Os indicadores mostram que a fabricação de cabines, carrocerias e reboques para veículos atingiu um crescimento de 41% no primeiro trimestre de 2019. A análise se baseia na série histórica do Ipea que acompanha o desempenho industrial a cada trimestre. O estudo já havia identificado, nos relatórios anteriores, a tendência de crescimento da indústria automotiva no país, que chegou a atingir a variação positiva de 18% no varejo no primeiro trimestre de 2018.

A produção total da indústria no país ainda apresenta índices abaixo do esperado: caiu 0,65% no primeiro trimestre do 2019, na comparação com o último de 2018. Entretanto, além do setor automotivo, setores como a agroindústria e construção civil têm contribuído para o processo de retomada da produção industrial. A pesquisa revela que a fabricação de produtos derivados de carne cresceu 11,41% no trimestre. Seguindo a mesma tendência, a fabricação dos artefatos de concreto e cimento variou 4,67%.

O estudo foi elaborado pela Diretoria de Estudos e Políticas Setoriais de Inovação e Infraestrutura (Diset) do Ipea. Na avaliação do pesquisador Luiz Dias Bahia, o diagnóstico confirma o processo de retomada gradual do crescimento industrial, além de identificar o principal setor de influência para a retomada da produção industrial. "O estudo mostra que o aumento do varejo de veículos teve forte impacto na produção industrial. É um setor que tem um peso considerável, tem influência e desenvolveu taxas de crescimento mais expressivas que os demais", afirma.

Comércio exterior
A pesquisa também analisou o impacto da atividade industrial no país observando a taxa de exportação. O Ipea verificou dados da Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex). O levantamento mostra que a exportação de derivados de petróleo teve uma variação positiva de 47%. Em seguida, aparecem os produtos agropecuários, com 38,2%, e têxteis, 36,3%.

Outra nota técnica produzida por Bahia detalha setorialmente o desempenho produtivo da indústria brasileira durante 2018. Segundo a pesquisa, o indicador da indústria de transformação - que converte matéria-prima em produto final, como as refinarias de petróleo - apresentou variação positiva de 1,51% no terceiro trimestre, mas recuou 2,64% no último trimestre do ano. Já na avaliação do desempenho total da indústria, o resultado do terceiro trimeste também foi positivo (1,79%), acompanhado de queda de 1,68% no período seguinte.

O próximo relatório sobre o desempenho produtivo da indústria brasileira analisará os indicadores do primeiro semestre de 2019. A pesquisa irá manter a metodologia padrão da série histórica de verificação, que coleta os dados de Produção Física do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (PIM-PF/IBGE).

Confira o estudo Desempenho Produtivo da Indústria Brasileira no Primeiro Trimestre de 2019

Confira o estudo Desempenho Produtivo da Indústria Brasileira em 2018

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea