Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
13/11/2019 11:20

PIB agrícola aumenta demanda por crédito rural e investimentos


Estudo do Ipea conclui que o crescimento econômico do setor estimulou, entre 1999 e 2015, o crédito e o financiamento de investimentos em infraestrutura


O crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) agrícola nacional alavancou a demanda por crédito rural e investimentos públicos em infraestrutura no período entre 1999 e 2015. A conclusão está em um novo estudo publicado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), que utiliza como metodologia de análise a verificação de indicadores do setor agrícola fornecidos pelo Banco Central do Brasil.

Os dados da pesquisa revelam que o setor da agricultura apresentou trajetória ascendente em todo o período analisado, enquanto o investimento público em infraestrutura a ele destinado sofreu retração em dois momentos (de 1999 a 2003 e de 2011 a 2015). Os resultados indicam que o crescimento do PIB do setor, em especial do agronegócio – na cadeia produtiva da pecuária e agricultura –, tem sido o principal fator responsável por alavancar os investimentos em infraestrutura e a demanda pelo crédito rural, considerada estratégica para o desenvolvimento desse mercado.

No entanto, os autores também identificaram uma relação de longo prazo negativa, mas com baixo impacto econômico, entre o investimento em infraestrutura e as variáveis crédito rural e PIB agrícola. Uma provável explicação para esse resultado é que a concorrência de recursos entre crédito rural e o financiamento dos investimentos públicos em infraestrutura – com prejuízo para estes últimos – resultou em efeitos deletérios da infraestrutura sobre a produção agrícola.

O pesquisador do Ipea Márcio Bruno Ribeiro afirma que o estudo ajuda a entender o papel dos investimentos públicos em infraestrutura – particularmente em transporte – no cenário econômico da agricultura. “O agronegócio é um setor pujante e que tem criado ciclos de crescimento próprios, independentemente dos incentivos públicos. Os dados mostram que ele poderia ter uma capacidade de expansão ainda maior se houvesse políticas públicas a longo prazo”, explica.

“A pesquisa revela uma limitação nas receitas para os investimentos públicos em infraestrutura do setor agrícola. Entretanto, observa-se uma inversão na relação de dependência, sendo que muitos dos incentivos privados têm alavancado o setor e, consequentemente, o acesso facilitado ao crédito rural ”, afirma Júnia Cristina Peres, pesquisadora do Ipea que também assina o estudo.

O capítulo conclusivo do estudo aponta que o desempenho do setor agropecuário pode contribuir para um ciclo virtuoso de crescimento econômico, com a indução de financiamentos e investimentos em estrutura para elevar a produtividade. Contudo, o documento destaca que também é importante não estimular uma competição por recursos financeiros entre setores que demandam o crédito rural.

Leia aqui o estudo

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea