Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td_antigos

TD 0453 - A Desigualdade da Pobreza: Estratégias Ocupacionais e Diferenciais por Gênero

Ricardo Paes de Barros, Ana Flávia Machado e Rosane Silva Pinto de Mendonça / Rio de Janeiro, janeiro de 1997

Procura evidências sobre a existência de mecanismos que permitam que trabalhadores com baixa escolaridade aufiram níveis de renda substancialmente acima da linha de pobreza e avalia a natureza destes mecanismos. Baseia a análise nos dados da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), do IBGE, para a região metropolitana de São Paulo. Uma vez constatada a existência desses mecanismos, procura identificar em que medida a inserção ocupacional é um deles. Aplica os resultados obtidos, procurando determinar em que medida os diferenciais salariais por gênero (que não podem ser explicados por diferenciais de escolaridade uma vez que virtualmente não existem diferenciais de educação por gênero) podem ser explicados por diferenças em inserção ocupacional por gênero. Procura entender a natureza do processo gerador da heterogeneidade ocupacional e dos mecanismos de alocação dos trabalhadores ao espectro ocupacional, fundamentais para a elaboração de programas de combate à pobreza. E sumaria as principais conclusões.

 

acesseAcesse o documento (312.75 Kb)         

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea