Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td_antigos

TD 0459 - Qualidade Total: Afinal, de que Estamos Falando?

Lenita Maria Turchi / Brasília, fevereiro de 1997

Este texto tem como objetivo fazer uma leitura sociológica dos manuais de qualidade total e discutir os impactos desse modelo de gestão nas relações de trabalho. Nos dois primeiros capítulos, são analisadas as dimensões do conceito de qualidade e as bases teórico-metodológicas que estruturam as diversas versões do modelo de qualidade total. No terceiro capítulo, são apresentados os resultados de pesquisas internacionais sobre os efeitos do modelo de gestão pela qualidade total no cotidiano dos trabalhadores. O estudo conclui que o modelo de qualidade total não se constitui num novo paradigma substituto para o modelo taylorista, como advogam seus proponentes, nem pode ser visto apenas como um discurso ideológico, como afirmam seus críticos mais radicais. A qualidade total, longe de ser um modelo acabado, deve ser tratada como um corpo teórico em formação (com elementos de várias abordagens organizacionais) que traz algumas novidades nesse terreno. Tais novidades, nas áreas relativas ao comportamento humano e das organizações, devem ser melhor desenvolvidas teoricamente, assim como precisam ser testadas empiricamente.

 

acesseAcesse o documento (166.73 Kb)         

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea