Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td_antigos

TD 0484 - Desigualdades Setoriais e Crescimento do PIB no Nordeste: Uma Análise do Período 1970/1995

Aristides Monteiro Neto / Brasília, maio de 1997

Este texto analisa o comportamento das desigualdades (medidas pelo índice de Theil) no produtos dos estados da região Nordeste do Brasil para o período 1970/95. Adotou-se um enfoque diferente para a avaliação das desigualdades na medida em que se examinaram as disparidades existentes nos setores constituintes do produto total - o primário, o secundário e o terciário -, bem como as existentes nos ramos de atividade componentes do produto total. A idéia central é a de examinar: a) em que setor da atividade produtiva da região as desigualdades são mais pronunciadas; b) qual é o setor - e quais os ramos de atividade - que mais tem contribuído para as disparidaes no PIB regional. Os resultados obtidos indicam que o setor de serviços foi o que apresentou maior redução nos índices de desigualdades, sendo seguido imediatamente no setor industrial. No setor agropecuário, ao contrário dos demais, as desigualdades aumentaram entre os estados da região. No geral, constatou-se que as desigualdades no produto dos estados nordestinos têm-se reduzido ao longo do período, concomitantemente ao aumento do produto per capita regional.

 

acesseAcesse o documento (160.26 Kb)          

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea