Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td_antigos

TD 0807 - Desigualdade Racial no Brasil: Evolução das Condições de Vida na Década de 90

Ricardo Henriques / Rio de Janeiro, julho de 2001

O pertencimento racial tem importância significativa na estruturação das desigualdades sociais e econômicas no Brasil. O aceite dessa tese, apesar de ainda limitado, tem crescido no interior da sociedade civil, sobretudo a partir dos anos 80, com o fortalecimento do Movimento Negro e a produção acadêmica de diagnósticos sociais sobre as desigualdades raciais. Este texto pretende apresentar um mapeamento das condições de vida da população brasileira nos anos 90, privilegiando o recorte racial de forma a servir como mais uma contribuição ao diagnóstico das desigualdades raciais no Brasil. A análise sobre a desigualdade racial será aqui estabelecida no contexto da desigualdade socioeconômica e da pobreza no Brasil. Em trabalhos anteriores foi demonstrado, de forma categórica, que o Brasil, tanto em termos absolutos como em termos relativos, não pode ser considerado um país pobre mas deve ser reconhecido como um país extremamente injusto. E essa injustiça social encontra-se na origem do enorme contigente de pobres em nossa sociedade.

 

acesseAcesse o documento (178.41 Kb)             


Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea