Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td_antigos

TD 0834 - Determinantes do Desempenho Educacional no Brasil

Ricardo Paes de Barros, Rosane Mendonça, Daniel Domingues dos Santos e Giovani Quintaes / Rio de Janeiro, outubro 2001

A despeito das elevadas taxas de retorno à educação, o Brasil apresenta indicadores educacionais abaixo dos padrões internacionais. Ainda mais preocupante é o fato de que o subinvestimento em capital humano é tanto mais acentuado quanto mais pobre é a família. Dado que pessoas menos escolarizadas serão com maior probabilidade pobres no futuro, essa natureza diferenciada do investimento em educação leva à transmissão intergeracional da pobreza. O objetivo principal deste texto é investigar os determinantes do fraco desempenho educacional brasileiro. A análise será focalizada no universo de indivíduos entre 11 e 25 anos de idade que vivem em áreas urbanas das regiões Nordeste e Sudeste. Quatro tipos de determinantes serão investigados: a disponibilidade e qualidade dos serviços educacionais, a atratividade do mercado de trabalho local, a disponibilidade de recursos familiares (financeiros e não-financeiros) e o volume de recursos da comunidade em que o indivíduo vive. Confirmando outros trabalhos do gênero, as características familiares mostraram ser as de maior importância. Foram encontradas ainda evidências de que mercados de trabalho atraentes estão relacionados à menor escolaridade.

 

acesseAcesse o documento (178.41 Kb)             


Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea