Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td_antigos

TD 1285 - Monetary Policy Regimes in Brazil

Elcyon C. R. Lima, Alexis Maka e Mário Mendonça / Rio de Janeiro, junho de 2007

Neste artigo estimamos a regra da política monetária adotada no período pós-Plano Real pelo Banco Central do Brasil (Bacen) ao fixar o seu principal instrumento de política, a taxa Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic). Para lidar com a incerteza referente às datas nas quais ocorreram mudanças nos parâmetros, adotamos as hipóteses segundo as quais essas mudanças são regimedependentes e as probabilidades de ocorrência dos regimes seguem uma cadeia de Markov. O modelo assim especificado possui uma estrutura flexível e permite detectar possíveis desvios em relação a uma função de reação linear simples. Concluímos que, de julho de 1996 a janeiro de 2006, a política monetária brasileira pode ser caracterizada por quatro regimes. As mudanças de regime ocoridas nesse período são mais adequadamente descritas por mudanças de regime recorrentes do que por mudanças permanentes. No entanto, identificamos diferenças substanciais na forma como a política monetária foi conduzida nos períodos anterior e posterior a 1999, quando o câmbio passou de administrado para flutuante. Em cada um desses períodos existem dois regimes de política recorrentes, sendo que os dois regimes do período anterior a 1999 diferem dos dois regimes do período posterior.

This article estimates the monetary policy rule followed by the Brazilian Central Bank for setting its main policy instrument, the SELIC rate, for the period after the Real Plan. In order to overcome the uncertainty over the dates at which changes in parameters occurred, this paper uses regime-dependent-switching probabilities according to a hidden Markov chain to model possible deviations from a simple linear reaction function. From July 1996 to January 2006 the Brazilian monetary policy can be fully characterized by four policy regimes. The changes in monetary policy in this period are best described by recurring regime changes, instead of once-and-for-all shifts. We have identified substantial differences in the way monetary policy was conducted in the subperiods before and after 1999, when the Brazilian exchange rate policy regime changed from crawling peg to free-floating. At each of these subperiods there are two recurring regimes and the two regimes of one subperiod differ from the two regimes of the other.
 

acesseAcesse o documento (178.41 Kb)            


Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea