Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td_antigos

TD 1014 - As Fontes de Rendimentos dos Ricos no Brasil

Marcelo Medeiros / Brasília, março de 2004

Neste trabalho, descreve-se a composição, segundo fontes de renda, da população mais rica do Brasil e analisa-se como a desigualdade na distribuição dos rendimentos de cada fonte na população brasileira contribui para a constituição de um estrato rico e para a diferenciação das famílias neste estrato. Isso é feito a partir da avaliação do efeito de simulações sobre uma classe de indicadores decomponíveis de riqueza desenvolvida para esse propósito. Conclui-se que as desigualdades na distribuição dos rendimentos do trabalho são o principal determinante do posicionamento de uma família no estrato rico, que aposentadorias e pensões não são rendimentos relevantes para tornar as famílias muito ricas, que os aluguéis agem como um complemento da renda dos mais ricos e que juros, dividendos e outros são mais importantes para diferenciaras pessoas dentro do grupo dos ricos do que para justificar a inclusão de uma pessoa nesse estrato.

 

acesseAcesse o documento (276.98 Kb)           

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea