Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td_antigos

TD 1015 - Estrutura Familiar e Rendimentos do Trabalho dos Ricos no Brasil

Marcelo Medeiros / Brasília, março de 2004

Este trabalho analisa como a composição das famílias, a divisão familiar do trabalho e o nível de remuneração dos trabalhadores influenciam o montante de renda disponível para distribuição entre as pessoas das famílias e, conseqüentemente, na distinção entre as famílias ricas e não-ricas. Os resultados mostram que o papel da composição familiar e da organização da família para o trabalho na diferenciação dos ricos e não-ricos é limitado se comparado ao efeito que a remuneração do trabalho tem nessa distinção.Existe pouca relação entre a existência de uma elite rica, o perfil demográfico da população brasileira e as taxas de atividade e ocupação dos trabalhadores. As desigualdades na remuneração do trabalho são a principal explicação para as diferenças de renda observadas.

 

acesseAcesse o documento (276.98 Kb)          

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea