Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
topo td_antigos

TD 1176 - Potencial Exportador das Firmas Industriais Brasileiras

Bruno César Pino Oliveira de Araújo e Donald Matthew Pianto / Brasília, abril de 2006

A partir de uma aplicação não usual da técnica propensity score matching (PSM), elaborou-se uma classificação de potencial exportador composta de quatro níveis que,sobretudo, identifica firmas não exportadoras com nível de competitividade internacional semelhante ao de firmas que já o fazem. Chegou-se a essa conclusão comparando várias características produtivas e tecnológicas dessas potenciais exportadoras com as das firmas exportadoras, observando-se poucas diferenças entre elas. Políticas de promoção das exportações podem ter seus impactos aumentados se forem mais focalizadas nesse grupo. Caso essas potenciais exportadoras de 2000 viessem a exportarem 2001, haveria um incremento de 17% no volume exportado e uma ampliação significativa da base exportadora de 64%.

We use Propensity Score Matching in a novel way to classify Brazilian industrial firms according to their potential to export. Our four-level classification specifically identifies non-exporting firms which have a degree of international competitiveness similar to firms which export. This conclusion is drawn by comparing various productive and technological characteristics of these potential exporters with those of exporting firms and observing little or no difference between the two groups. The effects of export stimulating policies may be improved by focusing more closely on these firms. If the potential exporters from 2000 began to export in 2001, export volume would increase 17% and the export base would be augmented by 64%.

 

acesseAcesse o documento (155.58 Kb)               

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea