Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
noticias

25/01/2010 18:04

topo nota_tecnica

Nota Técnica - 2009 - maio - Número 13 - Dimac

Investimentos, Endividamento Público e Crescimento Econômico

Roberto Pires Messenberg

icon pdf Acesse o PDF (1 MB)      

No caso em que a taxa de juro real supera sistematicamente a taxa de crescimento da economia, a relação dívida pública/PIB somente não explodirá no tempo se, na ausência de inflação e, portanto, na impossibilidade de arrecadação do imposto inflacionário pelo governo, ocorrerem superávits primários futuros capazes de compensar as suas despesas financeiras em termos reais. Nesse caso, os superávits primários compensatórios poderão ser tanto menores, quanto mais baixos forem, também, os níveis da relação dívida pública líquida/PIB.

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea